Reunião Espiritual: o Conselho Geral do Congresso Mundial Menonita se reúne no Quênia

Comissões e redes do CMM se reunirão antes de iniciar oficialmente as reuniões do Conselho Geral no Quênia. Foto das reuniões do Comitê Executivo do CMM de 2016: secretário da Comissão de Fé e Vida, John Roth, e o mentor do YAB, Tigre Tesfaye Gelagle. Foto: TV LIFE (Indonésia).

“O que eu espero [para esse encontro] é que nos encontremos com Deus na plenitude de seu Espírito, na comunhão do seu povo e nesse presente que é a unidade em meio à diversidade teológica e cultural da nossa igreja global” diz o secretário geral César García. As reuniões do Conselho Geral do Congresso Mundial Menonita que ocorrem a cada 3 anos (para as quais delegados membros de cada igreja nacional serão enviados) acontecerão nos dias 23 a 26 de abril de 2018 em Nairobi, no Quênia, precedidas por reuniões de comitês e redes do CMM. Além disso,  delegados e menonitas locais celebrarão a Renovação de 2027 “O Espírito Santo nos Transformando”, em Kisumu, Quênia, no dia 21 de abril de 2018.

Membros do Comitê Executivo do CMM, Representantes Regionais, Comissões (Fé e Vida, Paz, Missão, Diáconos), Comitê de Jovens Anabatistas (YABs), Rede Mundial de Serviço Anabatista, Fraternidade Mundial Missionária e comitê diretivo da emergente Rede Mundial Anabatista de Paz terão a oportunidade de se reunir face a face. Funcionários, comissões e redes darão relatórios sobre o seu trabalho e o Conselho Geral trabalhará o plano de programa do CMM e suas metas estratégicas (viver a identidade anabatista, relacionamentos interdependentes, conciliação e esperança) para 2018-2021. Além disso, analisará finanças, incluindo as contribuições da Participação Justa para 2018-2021. Novos membros serão nomeados para o Comitê Executivo e Comissões e haverá eleição cargos de presidente e vice-presidente.

As Comissões apresentarão três documentos para o trabalho do Conselho Geral: uma diretriz sobre como responder à questões controversas, uma declaração de solidariedade aos povos indígenas e um recurso didático chamado “Identidade e Ecumênidade: Teología da Hospitalidade Inter-Religiosa e Identidade Denominacional”.

“Eu gosto das reuniões do Conselho Geral pela maneira que permitimos visões divergentes”, diz Thuma Hamukang'andu, representante do Comitê Executivo da África. Através do processo de tomada de decisão, "construímos a fé mútua".

Como nas reuniões do Conselho Geral em 2015, os delegados também terão a oportunidade de participar de workshops de capacitação para levar aos líderes de suas igrejas em assuntos como o crescimento da igreja, liderança em meio a conflitos, liderança espiritual e planejamento estratégico.

“Essa reunião é indispensável, não apenas pelas decisões burocráticas,  mas também pelas experiências comuns de aprendizado ... de todo o corpo”, diz Rainer Burkart, representante do Comitê Executivo da Europa.

“O Conselho Geral é a igreja global visível em sua maneira mais intensa”.

—Publicado pelo Congresso Mundial Menonita.

Click here to read in English.